Skip to content

Grêmio se vê distante do título após derrota; Luan vira preocupação

outubro 15, 2018

O Grêmio foi para São Paulo enfrentar o Palmeiras em duelo direto pela briga pelo título do Campeonato Brasileiro, mas com seis desfalques –  o goleiro Marcelo Grohe, o lateral-direito Léo Moura, o zagueiro Kannemann, o lateral-esquerdo Bruno Cortez, o meia Ramiro e o atacante Everton – e com uma atuação abaixo no geral foi derrotado e viu a distância para a liderança aumentar para oito pontos faltando nove rodadas para o término da competição.

– Complicou um pouco mais (a disputa pelo título). Não que esteja impossível, mas complicou um pouco mais. Dentro do que aconteceu na partida, durante os 90 minutos, o Palmeiras foi melhor, teve as melhores oportunidades, aproveitou as melhores oportunidades. Foi um jogo que o Palmeiras marcou e jogou. E o Grêmio não conseguiu nem marcar e nem jogar. Tem que saber perder também. O adversário foi melhor e conquistou a vitória. Merecidamente, é procurar a partir de terça começar a treinar e procurar pontuar no próximo sábado diante do América. E aí pensar na Libertadores – argumentou o treinador Renato Gaúcho em entrevista coletiva, que ainda completou.

– Mas infelizmente em um detalhezinho que faltou para a gente tomamos um gol no início. E em falha nossa o segundo. Foram bem superiores, o Grêmio não esteve bem hoje, esteve abaixo daquilo que costuma apresentar. E o adversário foi melhor em todos os sentidos. Tem que dar os parabéns, mereceram a vitória. Não adianta achar defeito aqui ou ali – finalizou o comandante.

Além da derrota, o treinador teve que substituir Luan na segunda etapa. O jogador sentiu um problema no pé direito e vai passar por exames nesta segunda-feia para saber a gravidade da lesão.

– Lógico que preocupa também o Everton e o Luan. Mas não só os dois, temos outros no departamento médico e estamos sem seis que vinham jogando. Não dependemos apenas do Luan ou Everton, são importantíssimos, mas vamos procurar recuperar os outros do departamento médico.

O problema que o atacante teve é antigo (sofre com isso desde 2015), recorrente de uma fascite plantar (inflamação na ponta do pé). Assim, um tratamento mais duradouro pode ser feito dessa vez para que a lesão seja completamente sanada. Vale lembrar que no dia 23 deste mês, o Grêmio inicia o duelo de semifinais diante do River Plate. O primeiro jogo será na Argentina. O rival não perde há 32 partidas, maior sequência da história do clube.

No Campeonato Brasileiro, o Grêmio é o quinto com 51 pontos e não vence há duas rodadas (antes empatou com o Bahia por 2 a 2). O próximo compromisso da equipe e diante do América-MG, sábado, no Estádio Independência.