Trump afronta Congresso para vender armamento para Emirados Árabes e outros países

0

O presidente dos EUA, Donald Trump, declarando uma emergência nacional por causa das tensões com o Irã, descartou objeções do Congresso na sexta-feira para concluir a venda de mais de US $ 8 bilhões em armas para a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Jordânia. Em outras palavras, Trump afronta Congresso para vender armamento à determinados países.

Leia também:

Trump afronta congresso para vender armamento

trump afronta congresso para vender armamento

A administração Trump informou aos comitês do Congresso que vai avançar com 22 vendas militares para os sauditas, Emirados Árabes Unidos e Jordânia, enfurecendo os legisladores, contornando um precedente de longa data para a revisão do Congresso das principais vendas de armas. Com isso, Trump afronta Congresso para vender armamento.

Membros do Congresso vinham bloqueando as vendas de equipamento militar ofensivo à Arábia Saudita e aos Emirados Árabes Unidos há meses, revoltados com o enorme número de vítimas civis de sua campanha aérea no Iêmen, além de abusos contra os direitos humanos, como o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi. em um consulado saudita na Turquia.

Legisladores e assistentes do Congresso alertaram no início desta semana que Trump, frustrado com o Congresso segurando acordos de armas, incluindo a venda de bombas à Arábia Saudita, estava considerando usar uma brecha na lei de controle de armas para declarar uma emergência nacional.

“O presidente Trump está apenas usando essa brecha porque sabe que o Congresso desaprovaria … Não há nenhuma nova razão ’emergencial’ para vender bombas aos sauditas para derrubar o Iêmen, e isso só perpetua a crise humanitária lá”, disse o senador Chris. Murphy

Murphy, um democrata, divulgou no Twitter na quarta-feira que Trump estava considerando a brecha na Lei de Exportação de Controle de Armas para liberar as vendas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.