Skip to content

Santos 3×0 Fluminense: Gabigol faz mais um e Peixe vence reservas do time carioca; melhores momentos e detalhes do jogo

outubro 27, 2018

Primeiro tempo
O Santos, com o seu uniforme dourado/laranja em homenagem aos anos dourados do Santos dos anos 60, começou melhor o duelo contra os reservas do Fluminense. Aos 3′, o lateral-esquerdo Dodô fez linda jogada pela esquerda e cruzou rasteiro na área, mas Carlos Sánchez não conseguiu alcançar. Victor Ferraz pegou a sobra na direita e rolou para Alison chutar na defesa.

O time carioca respondeu aos 8′, em chute de fora da área de Fernando Neto em que Vanderlei espalmou bem, mas o lance já estava parado por conta de posição irregular do ataque tricolor. Com 15′, o Peixe tinha 71% de posse de bola, contra 29% do Fluminense.

O jogo caiu de ritmo. Os reservas da equipe do Rio de Janeiro conseguia controlar as ações do Peixe, que tinha dificuldades de se impor e não assustava a meta de Rodolfo. A posse de bola pouco efetiva no pé dos jogadores do time da casa era de 62%.

Aos 35′, Robson Bambu mandou de cabeça para o gol após escanteio de Rodrygo pela esquerda e o goleiro Rodolfo encaixou. Intervalo.

Segundo tempo
O Santos voltou mais ligado. Com menos de um minutos, Diego Pituca arriscou chute de fora da área, com perigo. Aos 2′, Carlos Sánchez cobrou escanteio, Lucas Veríssimo subiu de cabeça e Rofolfo caiu no canto esquerdo para espalmar.

E a bliz continuou. Aos 4′, Rodrygo cabeceou, o goleiro do Fluminense defendeu e a bola ainda bateu na trave direita. Na sobra, Dodô bateu de primeira e a zaga afastou. A entrada de Derlis Gonzaléz – na vaga de Bruno Henrique – melhorou o time santista.

Aos 11′, Rodrygo cruzou da esquerda, Rodolfo defendeu e mandou para o meio da área. Gabigol, sem goleiro, encheu o pé e isolou. Pegou na orelha da bola e perdeu excelente chance. O Santos mantinha a posse de bola (67%) no campo ofensivo. O Fluminense não conseguia sair. Rodrygo emendou um voleio aos 17′ e Rodolfo fez boa intervenção para salvar o time carioca.

Derlis González cruzou da direita, com força, e Gabigol completou para o gol com a mão. Cartão amarelo para o artilheiro do Campeonato Brasileiro com 15 gols, aos 27′. O Peixe empilhava oportunidades perdidas. No minuto seguinte, Carlos Sánchez completou com uma cabeçada o cruzamento de Victor Ferraz e o zagueiro Frazan salvou o Fluminense ao meter a cabeça na bola e manda para escanteio. Eram 20 finalizações do Santos no jogo.

Aos 36′, Gabigol foi puxado por Alex na área. O árbitro Heber Roberto Lopes foi auxiliado pelo juiz de fundo para marcar penalidade. Ele mesmo bateu e fez. Foi o 16º dele na competição e o 12.500 da história do Santos (ele já havia feito o de número 12 mil em 2014 pelo Campeonato Paulista).

O time da Vila matou o jogo aos 42′. Bryan Ruiz cobrou falta da direita e Victor Ferraz completou de cabeça. E marcou mais um no minuto seguinte em contra-ataque puxado por Gabigol e Carlos Sánchez, com o uruguaio finalizando de direita na saída de Rodolfo.

O Peixe foi aos 46 pontos na tabela e igualou o Atlético-MG, sexto colocado e último do grupo que vão para a Libertadores (o quinto e o sexto vão para a fase prévia). São seis rodadas sem derrota – quatro vitórias e dois empates. O Fluminense permanece com 40 e na nona posição.

? Ficha técnica

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 27 de outubro de 2018 (Sábado)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Eder Alexandre (SC)
Público: 8.680
Renda: R$ 165.563,50

⚽ Gols: Gabigol (83′), Victor Ferraz (87′) e Carlos Sánchez (88′)
Cartões amarelo: Robson Bambu e Gabigol (Santos); Airton, Fernando Neto e Marlon (Fluminense)

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Robson Bambu e Dodô; Alison (Bryan Ruiz 69′), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Rodrygo, Bruno Henrique (Derlis González 46′) e Gabigol. Técnico: Cuca

Fluminense: Rodolfo; Igor Julião, Frazan (Alex 76′), Paulo Ricardo e Marlon; Airton (Mateus Norton 68′), Dodi, Fernando Neto e Daniel (Cabezas 57′); Marcos Junior e Júnior Dutra. Técnico: Marcelo Oliveira

Assista abaixo aos melhores momentos da partida:

https://www.youtube.com/watch?v=E00q-Ix1xMI