Skip to content

Palmeiras 2×2 Boca Juniors: final da Libertadores será entre dois times argentinos pela primeira vez na história; confira os melhores momentos da partida

outubro 31, 2018

Primeiro tempo
Logo no começo do jogo o VAR entrou em ação. Aos 9′, Dudu cruzou da direita e Bruno Henrique completou para o gol. Jogadores comemoraram, torcida explodiu nas arquibancadas, mas o tento foi anulado na sequência. O juiz Wilmar Roldan foi informado de posição irregular de Deyverson no começo do lance, corretamente.

O Boca Juniors respondeu aos 12′ em finalização de Ábila em que Weverton defendeu. Os jogadores do time argentino pediram gol alegando que a bola entrou mesmo com a defesa do goleiro palmeirense (o que não aconteceu). Dois minutos depois, Jara cruzou da direita e Pavón completou de carrinho e quase marcou. Weverton só olhou.

Na terceira boa chegada o Boca Juniors marcou com Ábila, aos 17′. Villa recebeu passe na direita e cruzou rasteiro na área para o centroavante completar. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. O zagueiro Luan bobeou no lance. A resposta ao gol quase foi imediata em cabeçada de Willian que passou muito perto da meta, à direita, aos 19′.

Gustavo Gómez subiu de cabeça aos 25′, após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, e Rossi defendeu bem. Após isso, o jogo deu uma esfriada. O Boca Juniors conseguia amarrar o duelo e o Palmeiras tinha a posse de bola, mas não conseguia infiltrar na defesa argentina. Aos 35′, Dudu cruzou da direita e Magallán cortou para trás de cabeça, mas a bola foi fraca e Rossi agarrou a bola.

Segundo tempo
Sem alternativas, o Palmeiras tinha que ir para cima do Boca Juniors para buscar ao menos quatro gols e ficar com a vaga para a final. Aos 2′, Lucas Lima soltou a bomba da meia-lua e Rossi fez boa intervenção. O empate veio aos 7′ com Luan. Lucas Lima cobrou falta da esquerda, a zaga argentina afastou parcialmente, Felipe Melo desviou para a direita onde estava o zagueiro que chutou forte com a bola passando por baixo de Rossi.

Aos 15′, pênalti para o Palmeiras. Dudu foi derrubado na área por Izquierdoz pelo lado direto. O zagueiro Gustavo Gómez cobrou no canto esquerdo e fez. Rossi pulou para o outro lado. 2 a 1.

Só dava Palmeiras. O terceiro quase saiu aos 17′. Lucas Lima cobrou escanteio da esquerda, Gustavo Gómez subiu alto e cabeceou para o gol. A bola bateu e Barrios e depois na cabeça de Borja, no susto. Ela foi à esquerda da meta, por muito pouco.

O momento era de reação, mas em contra-ataque, aos 24′, Benedetto (de novo) fez o segundo para os argentinos. Ele recebeu na intermediária, dominou, ajeitou o corpo e bateu rasteiro no canto direito de Weverton. 2 a 2. A trave salvou o Palmeira de levar o terceiro aos 31′, em cobrança de falta de Zárate. Fim de jogo.

Em 19 confrontos, o Boca Juniors eliminou clubes brasileiro em 16 ocasiões. Pela primeira vez na história da Libertadores, a final será disputada entre dois times argentinos: Boca Juniors x River Plate. Vale destacar também que a atual semifinal com equipes de Argentina e Brasil também foi algo inédito.

? Ficha técnica

Data: 31 de outubro de 2018, quarta-feira
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldan (Colômbia)
Assistentes: Alexander Guzman (Colômbia) e John Alexander Leon (Colômbia)
VAR: Julio Bascuñan (Chile)
Público: 40.299
Renda: R$ 3.829.551,24

⚽ Gols: Ábila (17′), Luan (52′), Gustavo Gómez (60′) e Benedetto (69′)
Cartões amarelo: Felipe Melo, Deyverson, Gustavo Gómez e Luan (Palmeiras); Ábila e Pablo Pérez (Boca Juniors)

Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Gustavo Scarpa 75′) e Bruno Henrique (Moisés 46′); Willian (Willian 62′), Lucas Lima e Dudu; Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Boca Juniors: Rossi; Jara, Izquierdoz, Magallán e Olaza; Barrios, Nández e Pablo Pérez (Gago 85′); Pavón (Zárate 73′), Villa e Ábila (Benedetto 61′). Técnico: Guillermo Schelotto

Confira abaixo aos melhores momentos da partida:

https://www.youtube.com/watch?v=HwiZ1LUyXoc