Skip to content

Levir Culpi é apresentado no Atlético-MG

outubro 18, 2018

Nesta quinta-feira, o novo (ou nem tanto assim) treinador do Atlético-MG, Leveri Culpi foi apresentado. Ele chega para a sua quinta passagem pelo clube com o objetivo de garantir uma vaga direta para a próxima edição da Libertadores – atualmente o Galo é o sexto na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro com 46 pontos, seis a menos que o São Paulo, quarto e último que garante lugar na fase de grupos da competição continental de 2019 (o quinto e o sexto vão para a fase prévia).

– Eu não consigo ver um time do nível do Atlético longe das conquistas. Eu participei de algumas, é muito bacana e emocionante. Não é a questão financeira. É uma questão de orgulho e emoção que não tem preço. Espero que os atletas que trabalhem comigo estejam pensando nisso. Temos que ser felizes. Eu dependendo muito de vitória e ambiente bom. É isso que pretendo fazer. Temos que nos unir e estar juntos. Vamos ver nos últimos jogos, observar e ver os resultados, já projetando alguma coisa para a semana que vem.

Levir Culpi também comentou sobre a saída do seu antecessor Thiago Larghi e disse se tratar de uma situação normal no futebol brasileiro. Vale frisar que da demissão para o acerto com o novo treinador foram apenas duas horas de intervalo.

– Sabe quantas vezes eu fui demitido com os dirigentes conversando com outro técnico? A gente tem que saber se colocar no lugar dos outros. Tem que ver se tem a possibilidade de contratar ou não, se eu quero. A situação é essa. Não vejo nada demais, porque aconteceu comigo isso dezenas de vezes. Certamente ele teve um bom trabalho aqui. A diretoria já pensa para o ano que vem e a ideia é observar algumas coisas e tomar algumas atitudes. Foi uma atividade da diretoria, não minha. Eu não procuro saber o que está acontecendo. Ninguém pergunta para mim se quero sair ou não. Ele vem e me demite. É triste, mas é duro.

O novo comandante assinou contrato até o final de 2019, mas o presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara comentou que pretende manter Levir Culpi até o final de seu mandato, que termina em 2020. Sua estreia será neste domingo, às 16h, diante do Fluminense, no Maracanã.

Levir Culpi em suas passagens anteriores pelo Atlético-MG
O treinador de 65 anos já dirigiu a equipe em 288 jogos (com 154 vitórias, 60 empates e 74 derrotas, com 60% de aproveitamento) tendo conquistado seis títulos. A primeira passagem foi em 1994. Ficou até 1995 e voltou em 2001. Saiu em 2002 e retornou em 2006, dirigindo o Galo no Campeonato Brasileiro da Série B, competição em que foi campeão. Permanecem até 2007. A última vez que comandou o time mineiro havia sido em 2014, tendo ficado até o final de 2015, com o vice do Brasileiro da Série A – na ocasião, ao anunciar sua saída, disse que iria escrever um livro sobre sua história no Atlético-MG.

Além do caneco da segunda divisão, Levir Culpi conquistou: o Campeonato Mineiro de 1997, 2007 e 2015 e a Copa do Brasil e a Recopa Sul-Americana de 2014.