Skip to content

Galiotte comenta planejamento do Palmeiras para 2019

outubro 9, 2018

Líder do Campeonato Brasileiro e na semifinal da Copa Libertadores diante do Boca Juniors. Próximo do final da temporada e na busca pelos dois trófeus, o Palmeiras já planeja 2019. O presidente Maurício Galiotte, em entrevista a Rádio Bandeirantes disse que seu desejo inicial para a próxima temporada é de renovar o contrato do diretor de futebol Alexandre Mattos, que está no clube desde 2015.

– O Alexandre é um dos principais profissionais do futebol. Tem conhecimento destacado, é ganhador, comprometido… É a nossa ideia, sim (a permanência do dirigente em 2019). Se eu for eleito, farei os esforços para que ele continue conosco. Eu tenho conversado muito com o Alexandre, ele sabe o que eu penso, que gostaria de contar com a sua manutenção. Quanto menos mexer na estrutura mais chance de sucesso ao longo do tempo. A avaliação é positiva.

O mandatário tentará reeleição em novembro, em disputa com Genaro Marino. Ele comentou também sobre reforços para o elenco. Vale lembrar que Palmeiras tem prioridade na compra do meia Zé Rafael, um dos destaques do Bahia no Campeonato Brasileiro, tem tudo acertado com o atacante Artur, do Ceará, e terá o retorno do meia Raphael Veiga, que vem jogando muito bem pelo Atlético-PR e está emprestado pelo Verdão.

– Temos algumas situações já encaminhadas, que a gente pensa de planejamento para o ano que vem e para o outro ano. É perfil de contratação que possa servir ao clube por dois, três, quatro anos, além da manutenção dos jogadores que estão dando certo. Temos ideia de fortalecer ainda mais. O Raphael Veiga está emprestado, ja é público que o Palmeiras adquiriu o Artur… No Botafogo tem o Erik. O Raphael com certeza deve voltar, os demais nomes Felipão vai analisar com a comissão técnica –explanou Galiotte.

Sobre saídas, o presidente comentou sobre Dudu, que teve assédio do chinês Shandong Luneng ao receber uma proposta de 15 milhões de euros (R$ 67,3 milhões) e o clube paulista ter recusado. A princípio especulou-se que o jogador havia ficado insatisfeito com a não aceitação da proposta, mas depois ficou tudo nos conformes entre as partes. Caso venha uma nova oferta ao atacante, o mandatário diz que será estudada e ele, tem sim, chances de sair.

– Eu disse para o Dudu que ele tinha serviço a prestar no Palmeiras, no momento certo ele sairia. No meio do ano não era o momento certo. Tivemos muitas conversas, expliquei a cobrança, do planejamento do início do ano e que ele seria peça fundamental. Ele entendeu. No final do ano temos de aguardar para ver se tem proposta interessante para o atleta e para o Palmeiras. É um jogador muito importante, muito comprometido, jogador diferente e nível de seleção. Passei para o Dudu a importância para o elenco, para nós, para o torcedor… Se não surgir nenhuma proposta, espero q não surja (risos) e o Dudu continue conosco.