Skip to content

Claudinei Oliveira deixa o Paraná e acerta com a Chape; confira todas as trocas de técnicos que já aconteceram no Brasileiro de 2018; recorde é de 2015

outubro 16, 2018

Mais uma troca de técnicos entre as equipes da Série A do Campeonato Brasileiro. Na dança das cadeiras, rotineiras a cada temporada, o treinador Claudinei Oliveira deixou o Paraná, equipe praticamente rebaixada para a segunda divisão e que comandou em 11 jogos com nenhuma vitória (com três empates e 8 derrotas – aproveitamento de 9%), e acertou com a Chapecoense, outro clube que tenta se livrar da degola – é a 18º, com 31 pontos, um a menos que o Vitória, primeiro time fora do Z-4.

A equipe de Chapecó será a quarta de Claudinei Oliveira no ano, que já comandou, além do Paraná, o Avaí e o Sport. Ele assinou contrato até o final do Brasileiro. Ou seja, apenas por nove partidas.

Na atual temporada, apenas três clubes (!) estão com o comandante que começou o ano – Cruzeiro, com Mano Menezes, Internacional, com Odair Hellmann, e Grêmio, com Renato Gaúcho. No mais, ao menos uma vez houve troca à frente do banco de reservas.

Partindo para o Campeonato Brasileiro de 2018: desde que a competição começou, houveram 24 mudanças de treinadores. Tudo isso em 29 rodadas. De todos os clubes participantes, apenas cinco mantêm o mesmo técnico que começou o Nacional: além dos três já citados acima, São Paulo, com Diego Aguirre, e Atlético-MG, com Thiago Larghi.

O recorde na Era dos pontos corridos (desde 2003) é do Brasileiro de 2015, quando foram efetuadas 32 trocas de treinadores. Naquela ocasião, somente um técnico ficou do início ao fim do campeonato: Tite, pelo Corinthians. Restam nove rodadas em 2018 e para ao menos igualar 2015 seriam necessárias mais oito trocas.

Treinadores por clubes no Campeonato Brasilerio de 2018

América-MG: Enderson Moreira – Ricardo Drubscky – Adilson Batista
Atlético-MG: Thiago Larghi
Atlético-PR: Fernando Diniz – Tiago Nunes
Bahia: Guto Ferreira – Enderson Moreira
Botafogo: Alberto Valentim – Marcos Paquetá – Zé Ricardo
Ceará: Marcelo Chamusca – Jorginho – Lisca
Chapecoense: Gilson Kleina – Guto Ferreira – Claudinei Oliveira
Corinthians: Fabio Carille – Osmar Loss – Jair Ventura
Cruzeiro: Mano Menezes
Flamengo: Maurício Barbieri – Dorival Junior
Fluminense: Abel Braga – Marcelo Oliveira
Grêmio: Renato Gaúcho
Internacional: Odair Hellmann
Palmeiras: Roger Machado – Felipão
Paraná: Rogério Micale – Claudinei Oliveira – ainda não escolhido*
Santos: Jair Ventura – Cuca
São Paulo: Diego Aguirre
Sport: Nelsinho Baptista – Claudinei Oliveira – Eduardo Baptista – Milton Mendes
Vasco: Zé Ricardo – Jorginho – Alberto Valentim
Vitória: Vagner Mancini – Paulo César Carpegiani