Skip to content

Brasil não faz um gol de falta desde 2014, mas Neymar promete marcar

outubro 16, 2018

Mais um jogo se passou e a seleção brasileira não conseguiu balançar as redes com uma cobrança de falta. Contra a Argentina, o gol veio de um escanteio cobrado por Neymar e cabeçada de Miranda, aos 47 minutos da segunda etapa. A vitória garantiu o 12º título do Brasil no Superclássico das Américas. Já são 54 jogos sem marcar dessa forma, mas o camisa 10 da seleção garantiu que o jejum está próximo do fim.

– Pode ficar tranquilo que vou me dedicar para os próximos e prometo um gol para vocês – disse Neymar.

A última vez que o Brasil marcou um gol de falta foi em 2014, contra a Colômbia no primeiro compromisso da seleção pós a Copa do Mundo no país, justamente com Neymar. O treinador Tite também comentou sobre o tema depois da vitória sobre os argentinos.

– Não sei (o porquê de não haver gol de falta). Eu gosto sempre de ter dois jogadores na batida, um de pé de esquerdo e outro de pé direito. Tivemos duas, três faltas bem próximas, e vai ser um desafio. O Neymar está batendo bem. Daqui a pouco, a gente vai encontrar alguma variação. É um desafio, mas a resposta eu não sei.

Neymar também comentou sobre os dois jogos que o Brasil fez na Arábia Saudita – a vitória diante do país da casa por 2 a 0 e nesta terça-feira diante dos hermanos e acredita numa evolução gradativa pós-Copa do Mundo.

– Não digo o jogo de hoje, mas acho que no primeiro jogo poderíamos fazer mais do nosso jeito. Leva como aprendizado. Nem sempre faremos partidas excelentes. Foi uma boa convocação, levamos coisas positivas, e foi um aprendizado também.

O próximo compromisso da seleção brasileira será no dia 16 de novembro diante do Uruguai, no estádio Wembley, na Inglaterra.

Brasil pós-Copa do Mundo
Estados Unidos 0x2 Brasil
Brasil 5×0 El Salvador
Arábia Saudita 0x2 Brasil
Brasil 1×0 Argentina

Brasil com Tite de treinador
30 jogos, com 24 vitórias, quatro empates e duas derrotas (para Argentina e Bélgica). São 65 gols marcados, com oito sofridos. Aproveitamento de 84,44%

O Brasil balançou as redes em 27 partidas (90%) e não marcou em três (10%). Sofreu gols em sete compromissos (23,33%) e não foi vazado em 22 (76,67%).

Gols na Era Tite: Neymar (14), Gabriel Jesus (12), Philippe Coutinho (9), Paulinho (8), Roberto Firmino (4), Miranda (3), Richarlison, Renato Augusto, Diego Souza, Willian, Marcelo, Thiago Silva (2), Richarlison, Alex Sandro, Renato Augusto, Diego Souza, Willian, Marcelo, Thiago Silva.