Skip to content

Brasil 1×0 Argentina: Gol, Melhores Momentos E Detalhes Do Jogo

outubro 16, 2018

Tite escondeu a escalação da equipe pela primeira vez em 30 jogos. O Brasil começou o jogo com 10 titulares que estiveram na Rússia – formação inédita com Roberto Firimino e Gabriel Jesus iniciando juntos. A exceção era o volante Arthur, do Barcelona. Jogando contra uma Argentina já conhecidamente renovada.

A primeira chegada foi da equipe de Lionel Scaloni, aos 6′, com Lo Celso em finalização rasteira da meia-lua que foi à esquerda da meta de Alisson. O Brasil chegou aos 13′ em cabeçada de Miranda, por cima, após escanteio cobrado por Neymar pelo lado direito.

Aos 22′, Miranda recuou para Alisson e o goleiro, na pequena área, quase se complicou com a presença de Ángel Correa, que pressionou a marcação. O zagueiro brasileiro quase abriu o placar aos 27′, depois de cruzamento da esquerda em que ele, na área, dominou e bateu, com Otamendi salvando em cima da linha. Dois minutos depois, Dybala cobrou falta que foi com perigo ao lado esquerdo do gol de Alisson. Aos 30′, o jogo foi parado para hidratação dos jogadores.

Coutinho finalizou de fora da área e a bola bateu no corpo de Otamendi, aos 44′, e o juiz marcou falta inexistente na entrada da área alegando braço na bola. Neymar cobrou, mas mandou na barreira. Intervalo.

Assim como na primeira etapa, a primeira chegada foi da Argentina, novamente com Lo Celso, que mandou de cabeça no centro do gol após cruzamento de Ángel Correa. Os argentinos voltaram melhores. Aos 5′, Icardi recebeu na área e finalizou para fora.

O Brasil, como contra a Arábia Saudita, não fazia uma boa partida. A diferença é que contra os árabes conseguiu vencer mesmo abaixo do que pode apresentar, muito por conta da fragilidade do adversário. A seleção não tinha poderio ofensivo.

Neymar fez linda jogada pela esquerda e cruzou na área, Richarlison bateu de primeira e mandou para fora, aos 23′. Por falta de vantagem, o juiz marcou falta no camisa 10 do lateral-direito Saravia. Na cobrança, aos 25′, Neymar cruzou e Arthur mandou um sem-pulo da entrada da área para excelente defesa de Romero. Finalmente o Brasil assustou.

Aos, 31′, Neymar cobrou falta da intermediária, mas mandou longe do gol. Na sequência, parada para hidratação. Aos 39′, Casemiro encheu o pé na bola parada e por pouco não marcou. A bola tirou tinta da trave esquerda de Romero, com desvio.

Aos 47′, o gol do Brasil saiu. Neymar cobrou escanteio da esquerda e Miranda subiu alto para mandar para as redes. Final, 1 a 0. A seleção fica com o troféu do Superclássico das Américas. Foi a 12ª conquista contra cinco dos argentinos. A taça começou a ser disputada em 1914, foi interrompida desde 1976 e voltou a acontecer em 2011, tendo 17 edições no período.

Brasil vencedor: 1914, 1922, 1945, 1957, 1960, 1963, 1971, 1976, 2011, 2012, 2014 e 2018
Argentina vencedora: 1923, 1939, 1940, 1971 e 2017

? Ficha técnica

Local: estádio King Abdullah, em Jedá (Arábia Saudita)
Data: 16 de outubro, terça-feira
Hora: 15h (de Brasília)
Árbitro: Felix Brych (ALE)
Assistentes: Mark Borsch (ALE) e Stefan Lupp (ALE)

⚽ Gols: Miranda (92′)
Cartões amarelo: Neymar e Miranda (Brasil); Paredes, Lo Celso, Saravia, Battaglia e Ángel Correa (Argentina)

Brasil: Alisson, Danilo (Fabinho 52′), Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Arthur, Coutinho e Neymar; Roberto Firmino e Gabriel Jesus (Richarlison 64′). Técnico: Tite 

Argentina: Romero, Saravia, Otamendi, Pezzella e Tagliafico (Acuña 80′); Paredes; Battaglia e Lo Celso (Salvio 73′); Dybala (Lautaro Martínez 57′); Ángel Correa (Roberto Pereyra 67′) e Icardi (Giovanni Simeone 87′). Técnico: Lionel Scaloni

Assista abaixo aos melhores momentos da partida:

https://www.youtube.com/watch?v=GSq4vzLtO0I