Água em Marte! Pesquisadores encontram água em estado líquido no planeta vermelho

Reservatório de água é encontrado com radar, sob uma região ao sul de Marte.

0

Uma notícia muito importante para o mundo científico e para todos aqueles que esperam algum dia que seja possível colonizar Marte, foi anunciado nesta quarta-feira, dia 25 de julho. Pesquisadores italianos fizeram o anúncio de uma descoberta onde encontraram indícios de água em estado líquido no planeta vermelho.

A descoberta foi feita através de um radar da Agência Espacial Europeia, onde os dados coletados por ele, indicam que há um gigantesco reservatório de água líquida, logo abaixo das camadas de poeira e gelo da região sul, no polo de Marte.

Além de ser um fator primordial para a colonização do planeta, a evidência de água em estado líquido acaba levantando também a possibilidade de qua haja vida no planeta, pois este é o elemento principal para a existência dos organismos. As pesquisas que já duram mais de 15 anos para descobrir se há ou não água líquida em Marte, finalmente estão relatando os primeiros sinais.

Toda a pesquisa foi publicada na revista Science, pelo Instituto Nacional de Astrofísica da Itália. Porém apesar da importante descoberta, ainda é impossível dizer se ela é doce ou salgada, pois é preciso perfurar o solo de Marte em uma grande profundidade, até que alcance o local do reservatório. Essa perfuração ainda é inviável, visto que os equipamentos que foram enviados até lá, só são capazes de furar alguns metros no solo.

Mars Express

Essa descoberta foi feita graças a ajuda do radar da sonda Mars Express, que foi lançada no ano de 2003 e que a princípio foi responsável por medir a quantidade de água presente nas geleiras dos polos de Marte. Todos os dados da pesquisa foram coletados entre o período de 2012 a 2015.

O futuro das explorações

Há uma missão para Marte que está marcada para o próximo ano de 2020, conhecida como Mars 2020. Porém ela pelo menos até o momento não conta com nenhum plano de perfuração em grande profundidade para descobrir se a água é doce ou salgada. Os instrumentos instalados para a exploração da missão, só são capazes de perfurar alguns metros, e isto não ajuda com a descoberta.

Porém como estamos a mais de 1 ano da missão, é provável que as agências espaciais façam alterações no projeto, para que seja possível realizar a pesquisa quando as naves pousarem após os 5 meses de viagem.

A profundidade do reservatório

Apesar do estudo ter determinado que há água líquida no planeta, a profundidade em que ela se encontra, não é possível determinar. Os cientistas ainda não sabem se o local é um aquífero ou apenas um local com água e barro.

O estudo não pode ser feito, porque a água acaba confundindo o sinal do radar, não sendo possível definir a profundidade em que ela se encontra.

O que se sabe até o momento é que este reservatório conta com aproximadamente 20 quilômetros de diâmetro, o que pode significar milhões de metros cúbicos de água, suficiente para uma grande colonização no planeta.

Outras descobertas de água

Apesar de esta ser uma pesquisa mais conclusiva sobre água em estado líquido em Marte, pesquisadores da Nasa, já haviam encontrado evidências de que existiam água líquida no planeta em 2015, através do robô Curiosity. Porém na época as evidências eram de água em salmoura, localizada na superfície do planeta. Estas salmoura foram através do vapor de água da atmosfera, que são absorvidas pelos sais presentes no solo.

Primeiro foram descobertas água em estado sólido, depois a Nasa encontrou evidências de água em estado líquido, porém somente em períodos mais quentes, como o verão, mas ainda sim elas eram consideradas uma salobra.

O estudo italiano porém identifica pela primeira vez uma quantidade significativa de água no solo marciano, em estado líquido e com grandes chances de serem águas doces. Mas mesmo que forem salgadas, este é um grande passo e um ótimo incentivo para a introdução de seres humanos no planeta.

Vida em Marte?

Na Terra há microrganismos que são capazes de sobreviver em situações de salobra, mesmo em condições tóxicas como as que até então eram conhecidas de Marte. O encontro de água em estado líquido reacende a expectativa de que há vida no Planeta.

Mas neste ano de 2018 a própria Nasa publicou na revista Science, que foram descobertos materiais orgânicos, totalmente preservados entre as rochas de Marte. O estudo acredita que a bilhões de anos atrás, poderiam haver vidas no planeta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.